Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O Cancro da Mama Vivido Pelos Maridos

Eles também choram!

13 comentários:

Susana Neves disse...

Bom dia.

acabaste de me "roubar" o tema de um post que quero escrever um dia.

Há dias vi umas reportagens que abordavam, precisamente, a dor dos maridos que acabam por ficar esquecidos e obrigados a suportar todo o barco. O meu marido, por exemplo, quando soube do meu diagnóstico, procurou o ombro do pai, mas ele chorou de tal forma que teve de ser o filho a confortá-lo. Será que alguém lhe perguntou, e tu, como estás?

Beijinhos

Guida Palhota disse...

Nada disso, Susana, até porque, tal como se diz que cada caso de cancro é um caso diferente, o que há a dizer sobre os maridos não tem, nem deve, ser genérico, pois cada marido é um ser distinto dos outros.
Venha o teu post, quando quiseres, pois será muito bem vindo. E, aliás, nem há nada da minha autoria neste post. Poderá haver num outro, mas, já agora, espero por ti...
Posso é dizer, para já, que não consigo imaginar como teria eu ultrapassado isto sem o meu marido, e que ele chorou no meu próprio ombro, tendo eu chorado no dele...

Vá, agora és tu! (‘agora’ não; quando quiseres)

BEIJO GRANDE

Pedro disse...

E quantas mulheres não têm marido, nem companheiro nem ninguém com quem partilhar e dividir a sua dor? Há muita mulher só e, se calhar, muita mulher que passa a ficar só em virtude de ter tido o azar de adoecer!!

2 beijos, do marido

Guida Palhota disse...

Marido,

E aquelas que têm maridos que as maltratam e se recusam a deixá-las em paz?
Ainda assim, mais vale sós do que mal acompanhadas.
Apesar de eu não querer isso para mim, não me parece que o facto de não se ter companheiro ou de se ficar sem ele seja necessariamente sinónimo de não aguentar a dor ou de sofrer mais do que as outras mulheres.
“Maridos" há muitos, mas muito poucos são excelentes como tu...

Pedro disse...

Obrigado pelo elogio mas, não era preciso vires para aqui apregoar que o teu marido é isto e aquilo, coisa e tal. Para aquelas que me conhecem, veem logo que estás a "mentir", para as outras, elevas as expectativas de tal modo que dão um valente tombo quando conhecerem a realidade.

2

Guida Palhota disse...

Bem, menino Pedro, vamos lá então pôr as cartas todas na mesa e deixar os pratos bem limpos: E alguém, que não eu, tem alguma coisa que conhecer a realidade, hum?! Hum?! Vamos lá ver se a gente se entende, porque isto aqui, isto aqui, não é nenhum programa de rádio, nem a casa da sogra, nem o cabaré da coxa, ok?!...

Hum!!!

IsaLenca disse...

Está giro....a conversa entre marido e mulher...ninguém mete a colher!

Já tinha lido no Jornal de Notícias esta reportagem e são alguns dos muitos exemplos de homens, com H grande que existem.
E muita sorte têm as mulheres que encontram um assim.

Bjs

Anónimo disse...

Eu também li a reportagem, belos exemplos... e, são esses que nos enchem de orgulho...p/ os outros tb sou de opinião que "mais vale só do que mal acompanhada" adorei os teus elogios ao teu marido.. (isto sem querer meter a colher rsrsrs) fica bem ...beijinhos p/ti e p/ os teus.. - Ester

Guida Palhota disse...

Olá, Ester!

Surpresa boa a tua!

Temos de brincar com os nossos maridões, que merecem ficar a nosso para todo o sempre. LOLOLOLOL...

Beijocas

P.S. Vai aparecendo

Natália disse...

Eles também choram e,muitas vezes longe de nós para não vermos,o meu não chorava ao pé de mim,mas eu sei que ele chorava.

Gostei desta conversa entre marido e mulher.

Somos umas mulheres de sorte Guida.
Grandes maridos que nós temos.

Beijinhos para os dois.

Guida Palhota disse...

Natália,

Somos, de facto, umas mulheres de sorte, mas também podemos convencer-nos (que é bom para a autoestima) de que, por trás de um grande homem, está sempre uma grande mulher! LOL

Beijinho

(e que assim continuemos)

O Baú do Xekim disse...

Olá miguxa, bom dia.

Venho-lhe desejar uma linda e feliz semana.
Beijokas.

Guida Palhota disse...

Obrigada, Baú do Xekim.
Desejo-lhe uma Páscoa Feliz!