Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

A Vida Não é Tudo!

Nunca quis viver a qualquer custo. Há muitas circunstâncias de vida que eu trocaria por anos de repouso eterno...
No próximo post venho pormenorizar! Inté!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O GANG DA MAMA



De norte a sul do país, há meninas que pertencem ao Gang da Mama, constituído, maioritariamente, por meninas que luta(ra)m contra o bicho mau que resolveu chateá-las de forma séria, por um período mais ou menos alargado, consoante os casos.

Batizado com este nome no dia em que participei, pela primeira vez, num almoço-convívio do grupo, a verdade é que ele já vinha crescendo há algum tempo, através de encontros presenciais, de visitas e comentários aos blogues de cada uma, por conversas de chat e também num grupo privado criado no Facebook.


De uma forma natural, fomo-nos sentido ligadas, com uma sensação de pertença invulgar, pois rapidamente nos parecia que já éramos amigas de longa data.
No Gang, as conversas e as partilhas versam sobre tudo e mais alguma coisa, mas o assunto 'cancro da mama' encontra nas recetoras um entendimento impossível de conseguir com quem nunca passou por esta guerra na primeira pessoa. Ao pé de amigas do Gang, sentimo-nos, de certa forma, em casa, ou em família... Em certos casos, melhor do que em família - sem querer ofender ninguém!...



Ontem, recebi, em minha casa, a visita de três meninas do Gang, que vieram almoçar e lanchar com a minha família e "pintaram a manta" comigo... Adorei recebê-las, e aos pequenitos de uma delas, com os quais os meus se divertiram, apesar das diferenças de idades. Afinal, também nós, meninas, temos idades diferentes e já estamos entrosadas como se fôssemos da mesma turma, de uma turma unida, em que são todas por uma e uma por todas, literalmente e em todas as circunstâncias em que qualquer uma apita, para dizer que precisa de algo... É que vêm mesmo logo todas, quais "Ambrósios", e não deixam que nenhum mal-estar inútil se instale na mente ou no corpo de nenhuma.
Este é um grupo de meninas que só faz bem a qualquer mulher que tenha de lidar com o problema que as uniu e que eu, com muita pena, só conheci quando já tinha passado por muitos momentos maus. Mas a verdade é, como diz o lema das meninas Rosa, Esperança, que "o melhor ainda está para vir"! ;-)


terça-feira, 23 de agosto de 2011

Pink Attitude

Até aos 44 anos, fui menina e mulher afastada da cor rosa.
A mudança foi gradual, mas, agora, já sou absolutamente fã, nos tons que me caracterizam, obviamente, e como maneira de encarar a vida!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O Melhor Que Me Podia Acontecer Agora...

...era convidarem-me para um emprego novo, diferente, interessante, com gente desconhecida, e numa terra nova - para bem iniciar a segunda parte da minha vida ativa!



domingo, 21 de agosto de 2011

RESPONDENDO A UM DESAFIO DA ANA CAMÕES

Ganguinhas Todas,

Peço desculpa pela pouca atenção que tenho dado aos vossos blogues. Tenho estado proibida de me sentar em ângulo reto e isso tem reduzido o tempo que dedico ao meu Mac, no qual tenho preferido contactos via Facebook.
Vi hoje um desafio lançado pela Ana, ao qual talvez vocês já tenham respondido... Eu vou fazê-lo agora. Cá vai, Ana:

01. Pegue o livro mais perto de você, abra na página 18 e encontre a 4ª linha:
A página 18 do livro que tinha aqui ao lado (Contigo Torno-me Real - sobre Os Doors -, de Rui Pedro Silva) está completamente em branco!
02. Estique seu braço esquerdo o mais longe que puder. O que você encontra? Toquei numa jarra com flores.

03. Qual foi a última coisa que assistiu? Assisti, ontem à noite, a um concerto dos James.

04. Sem olhar o relógio, que horas você acha que são? Acho que serão umas 19:45h.

05. Agora, olhe no relógio. Que horas são? São 19:55h.

06. Sem contar o barulho do computador, o que mais está ouvindo? Estou a ouvir o concerto do Simon e do Garfunkel, no Central Park, e a trovoada, por cima da minha casa.

07. Quando foi a última vez que saiu? Aonde foi? Saí ontem à noite. Fui à Feira de S. Mateus, para ouvir os James.

08. Antes de começar esse questionário, o que estava fazendo? Estava a ler o blogue da Ana Camões.

09. O que está vestindo? Estou com umas leggings e uma túnica, para além das cuecas, do sutiã e da cinta "de gola alta", que me tem feito o verão num inferno...

10. Você sonhou a noite passada? Sonho sempre que durmo! E dormi, na noite passada...

11. Quando foi a última vez que você deu risada? Hoje de manhã, ri de uma piada do meu marido.

12. O que acha da pessoa que te indicou este desafio? A Ana é uma pessoa muito corajosa, otimista e atenta aos outros.

13. Viu alguma coisa esquisita há pouco tempo? Vi uma substância (gordura desvitalizada) com a cor e a consistência da mostarda, a sair da minha barriga.

14. Qual foi o último filme que você assistiu? Toda a Verdade

15. Se você se tornasse milionário da noite para o dia, o que compraria? Compraria dois carros novos, que os meus têm 16 e 12 anos.

16. Uma coisa sobre você que eu não saiba: Fui escuteira durante 20 anos e vivo segundo os princípios que me ensinaram enquanto tal.

17. Seu estado de espírito agora: Descontraída, à conta da enorme trovoada que continua por aqui e que eu adoro.

18. Se você pudesse ser qualquer mulher famosa, qual seria? Eu detestava ser famosa!

19. Imagine que seu primeiro filho seja uma menina, como a chamaria? Foi mesmo uma menina. Chama-se Maria.

20.Imagine que seu primeiro filho seja um menino, como o chamaria? Chamá-lo-ia Francisco, que é o nome do meu segundo. E, já agora, ainda tenho um Miguel e um Tiago.

21. Você pensa em morar fora? Na rua?! Claro que não!...

22. O que você mais quer agora? Quero que a minha reconstrução mamária acabe, finalmente, e em beleza!

23. Qual a pessoa mais importante na sua vida? A pessoa mais importante da minha vida é o meu marido, sem dúvida.

24. Qual seu sonho para curto prazo? A curto prazo, quero uma plena reintegração no ambiente profissional.

BEIJOCAS, ANA

sábado, 20 de agosto de 2011

domingo, 7 de agosto de 2011

EXAUSTÃO

Quando chegar a minha vez,
lembrem-se de que eu precisava mesmo de descansar
o corpo e a mente.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Até um dia, querida Sónia!

Vou recordar-te sempre assim, como menina apaixonada pela vida.
Leva contigo um beijo eterno, um beijo rosinha, como tu, que ontem me surgiu no coração, triste porque tu partiste, mas enternecido pela imediata e terna união que aconteceu às meninas do Gang.
Agora já podes descansar, querida Sónia. Mas não te esqueças de continuar alegre e divertida. Os teus novos companheiros vão adorar-te!
*___*