Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O Desânimo

Meninas,

Não tenho comunicado convosco porque estou a fechar-me em mim. O regresso às aulas está difícil. Deram-me uma turma bastante insubordinada e, depois de tão grande ausência, se com as outras me estou a dar relativamente bem, com aquela estou a enlouquecer.
Precisei desabafar. Peço-vos desculpa.
Estou muito desanimada. Tenho dias de vontade de conduzir o carro em sentido contrário ao da escola e de não aparecer mais no local de trabalho. A sério. Mas como posso fazer isso, se tenho quatro crianças para criar?
Eu sei que vocês têm aí uma caixa com palavras de ânimo, não é?

Beijocas

16 comentários:

IsaLenca disse...

Pois Guida- que agora já não é leoa com bigodes- finalmente vejo a tua cara laroca com uns lindos caracois:)
Retomar o ritmo custa muito e imagino que para quem esteve muito tempo parada ainda seja pior. Mas, é a vida a retornar ao seu normal funcionamento. Há dias que custam. Mas pensa também que vai haver dias bem melhores, imagina que são os teus 4 rebentos a ter uma professora como tu. Tentarias fazer com que essa falta de vontade não se reflectisse neles.
Pensa que o pior já tu passaste. Agora é um retornar e com crianças que tu terás a sorte de ensinar pois serão os homens e mulheres de amanhã.
Um amanhã em que tu vais cá estar para ver e concluir que valeu a pena.!
Os miúdos agora também vêm com as pilhas todas pós férias. Mas acredita que tudo vai melhorar!
Bjs

acácia rubra disse...

Pois é Amiga!

Estou contigo nessa tua impressão de estar a enlouquecer.

Sempre é mais agradável enlouquecermos as duas e fazermos companhia uma à outra...

A partir de que data entras em loucura declarada?

Não te esqueças de me avisar para eu poder entrar também...

Beijo

sonia disse...

Olá Guida,
É muito bom quando voltamos ao trabalho de que tanto gostamos e tudo corre bem!!
Mas assim é...complicado!
Sei que ficamos mais sensíveis e com(muita)falta de paciência.
Talvez seja só agora no ínicio!!
Não faço ideia como seja,porque não voltei a trabalhar.
Espero que tudo começe a correr lindamente,e que seja um prazer levantar e ír trabalhar.
Não é aí que passamos a maior parte do tempo!??
Logo tem de ser algo que nos motive e nos faça ficar de sorriso estampado no rosto a maior parte do dia!

Beijinhos de luz

P.S.Logo,logo tudo vai entrar nos eixos

Anónimo disse...

Olá Guida
O recomeço, seja em que área for, é sempre particularmente "especial". Gera insatisfação a umas e muito cansaço a todas. O cansaço, é sempre comum entre os nossos desabafos. Passar por tudo o que passámos, deixa marcas, seguramente! Ser professora é muito exigente, pois não podemos "desligar" a meio e respirar fundo. Se tens uma turma complicada, ainda pior. Mas, nesse caso...acho que terás mesmo que "desligar" e respirar fundo...tem que ser, a bem da tua saúde, física e mental. Como??? Pois, deixo esses conselhos a professoras..eu sou de outra área e também tenho tido dias complicados, muito mesmo, só que arranjo sempre maneira de "respirar fundo" mesmo que só uns segundos. Muitos dias....estou como tu: o caminho de volta é o mais desejado...
Beijocas
TeresaM

Lina Querubim disse...

Guida, imagino que não esteja nada a ser fácil as outras meninas queixaram-se quase todas do mesmo.
Estás mais cansada que antes, frágil, limitada etc...até apanhares o ritmo tem o seu tempo e cada uma de nós tem o seu, umas mais outras menos...eu felizmente estou em casa mas também não ajuda muito, embrute-se :p beijokas e esperamos por dias melhores vais ver que vão chegar e rápido!

Teresa disse...

Olá, Guida, o regresso ao trabalho e as suas condicionantes e dificuldades tem sido um tema largamente debatido entre nós aqui nos blogues, assim como nas comversas pessoais quando nos encontramos. Somos, por isso, habilitadas a botar faladura.
É ponto assente, e comum, que o regresso é complicado, pois nós, quer queiramos quer não, não somos as mesmas pessoas. A motivação, muitas vezes, também já não é a mesma, ainda que no pico dos tratamentos, seja um objectivo a alcançar. Uma vez conquistado, nem sempre tem o sabor que se previa. Mas não é assim com tudo na vida?
Uma turma "bastante insubordinada" é má para qualquer professor. E antes, nem todos os dias eram bons, pois não? O que quero dizer, e talvez não esteja a conseguir, é que compreendo bem o que é trabalhar porque tem de ser, é o que eu faço nesta altura, mas também sei que desmotivações, dificuldades e problemas de vez em quando toda a gente tem. Ouve a TM que ela é um género de especialista em trabalho, e treina como ela: desliga e respira fundo. Eu faço isso - ela tb me ensinou a mim - e resulta!
Beijos, e muita paciência, que é preciso, muita muita paciência.
TeresaP

Graça disse...

Olá Guida,
Estavas tão entusiasmada, e agora?
Nada disso!!
Também para mim o recomeço foi muito difícil, nos primeiros dias, andava um pouco a apanhar bonés, não me lembrava de muitas coisas, e ter que levantar cedo, cumprir horários, era como se estivesse numa prisão, mas mesmo assim era melhor estar lá, do que ficar em casa doente, ir trabalhar era bom, era sinal de que me sentia com forças para tal, depois de um ano tão mau!
Acredita que isso vai passar!! vive um dia de cada vez, e deixa sempre os problemas do lado de dentro dos portões da escola, não os leves para casa.
beijinhos

Cristina Simões disse...

Olá amiga...adorei a tua foto...lindos caracois.Olha amiga hoje enquanto eu esperava a minha filha Havia por ali uns miudos...que pelo tamanho deveriam ser do 6º ano eu mal podia acreditar no palavriado deles palavras vulgares entende? e pensei meu Deus que mundo estamos?fui invadida por uma trsiteza enorme!!Mas eu sou uma daquelas que acredito na transformação do ser Humano.....Não desiste amiga...vais conseguir colocar a turma nos eixos...
Beijos

maguie disse...

Pois assim é dificil, é preciso acreditar que tudo vai melhorar.
Estou de acordo coma a Isalenca, finalmente vimos a tua cara laroca com uns lindos caracois!!!!
Força e muita coragem para enfrentar essas feras...
beijinhos
..

Geninha disse...

Olá Guida

Acho que o mal é comum, quando estamos doentes queremos muito ir trabalhar, mas agora todos os dias penso amanhã vou-me levantar cedo, cheia de energia para o trabalho, mas de manhã na cama começo a pensar que estou cansada e não quero mesmo ir trabalhar,depois insisto e lá me arranjo e vou e chego á conclusão de que foi melhor ir, tenho esta luta todos os dias, não sei se é cansaço, perguiça, calonice,não sei mesmo.
Beijinhos e vamos respirar fundo como a TeresaM faz.

Beijinhos

O Baú do Xekim disse...

Olá Guida.

Bom resto de quinta e feliz sexta.

Beijinhos.

Guida Palhota disse...

Guerreiras queridas!

Vocês não existem, sabiam!?
Venho eu aqui chorar nos vossos ombros e vêm logo todas a correr dar-me ânimo e força para continuar.
Vocês são o máximo, pronto. Nem que uma pessoa esteja completamente vazia de sentido, vocês fazem surgir-lhe um brilhozinho nos olhos e um sorriso nos lábios. Até nos meus caracóis repararam...
Obrigada, minhas queridas.
Desculpem não me dirigir individualmente a cada uma de vocês, mas é que (também) estou a precisar de seguir para a cama.

Beijos muito grandes para todas e sucesso nos vossos tratamentos

Gatapininha disse...

Olá Guida
Quando voltei às aulas, tive que mudar a minha atitude, relativizar as coisas. Passei a ser mais exigente em algumas coisas e menos noutras, pois por vezes não merece a pena gastarmos o nosso precioso tempo.
Em relação à indisciplina em sala de aula, fiquei ainda mais intolerante (acho que passei de "sargento" a "coronel" lol)
Espero que consigas gerir o mais depressa possível esses conflitos.

jokas

Guida Palhota disse...

Sandra:
Obrigada pelas dicas. Vou tentar seguir os teus conselhos, até treinar para coronel... LOL

beijos

Guida disse...

Oi Guida:

Fico triste por pensar que mais alguma coisa mancha agora o teu regresso. Apesar de ter acerteza que vais dar a volta, que os vais agarrar e cativar, percebo que seja um grande choque.
Espero que tudo melhore rapidamente. Mas a verdade é que já passaste muito pior. Tem calma, respira fundo e Força!
1 beijo grande
Guida

Guida Palhota disse...

Olá, Guida!

Tem sido mesmo muito difícil, mas não hei-de deixar-me abater!
Gostei muito de te ler por aqui. Foi mesmo uma surpresa daquelas!

um beijo grandalhão