Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Não há limites quando há amor! Isso é para quem não se ama!

Na sequência do post anterior e
respetivos comentários






















Não consigo ficar indiferente ao facto de saber que existem pessoas que acham que o meu marido me atura apenas porque é uma pessoa extremamente boa e não ia deixar-me nunca.

Realmente, ninguém é de ferro! Nem eu, caramba!

Algumas dessas pessoas o que sentem é inveja do meu casamento saudável; outras nunca devem ter gostado muito de mim... Azar o delas (desculpem-me a secura)!

É que nós amamo-nos, que diabo!


14 comentários:

Anónimo disse...

É isso Guida , quando se ama não há limites ...
Inverte a situação , se fosse o teu marido a estar doente , não estarias tu sempre ao seu lado ??? Estarias com toda a certeza .Afinal Amor é isso mesmo...para o bem e para o mal , na saude e na doença ...até que a morte nos separe .Beijinho
Natalia Neves

Maria de Lourdes disse...

Que bom Guida
saber que sentes essa felicidade
para que nem tudo se te corra mal. Quanto á inveja: deixa pra lá, muita gente se incomoda com a felicidade alheia.
O importante é que quem a possui possa vivê-la em Paz.
Tem um bom dia: beijinhos

Natália disse...

Olá Guida
Fiquei feliz por ler esta mensagem

Disseste tudo o que havia por dizer

"Não há limites quando há amor! Isso é para quem não se ama!"

BOAAAAAAAA!!!


Temos que admitir que os maridos sofrem com a nossa situação,claro que sofrem,assim como nós sofria-mos se acontecesse com eles,não é fácil passar por esta doença,mas o Amor quando é verdadeiro vence tudo.
São eles que nos apoiam,que nos acompanham,que sabem tudo o que se passa connosco,são o nosso companheiro,nosso amigo,nossa força,assim como os filhos.
Guida como te disse na mensagem anterior,tens que ser forte e não ligares ao que dizem por fora.

De certeza que se o teu marido não se sentisse bem,tu eras a primeira a perceber e a ajudar como ele faz contigo,eles podem esconder durante algum tempo,mas nós acabamos por descobrir.

Guida o Amor é lindo e,nós temos a sorte de ter quem nos ame a nosso lado.
Beijinhos

Um conselho!!!
Quando começarem com essas conversas para ti,diz a essa pessoa que estás aflita para ir á casa de banho e como a Graça disse na mensagem anterior...C*** para isso .loooool

Ana Camões disse...

Eu adoro ver-vos!!!
Sente- se Amor No Ar :_) e uma cumplicidade maravilhosa... é nisso que tens de pensar!!
Beijinhos amiga!!!

laura disse...

Dar crédito a gente dessa não vale a pena...

É gentinha... são uns ou umas provincianas... Desliga...

Força e recebe um grande abraço

Maria disse...

Que casal lindo e tão cúmplice.

Beij.o
Conceição

Lina Querubim disse...

Beijinhos Guida e deixa falar! Os cães ladram e a caravana passa!!!!

Pedro disse...

TI

2 beijos

Guida Palhota disse...

É difícil ser caravana, Linita, mas não deixarei de me esforçar!

Gracias, amiga.

Guida Palhota disse...

Ti too, Papi!

Lots of double kisses

Graça disse...

Assim já gosto mais!! é isso mesmo... mostra as tuas garras, não te deixes abalar por essa gentinha que não merece consideração.
beijinho grande Guida, gosto muito de ti

Guida Palhota disse...

Obrigada, SuperGracita!
Também gosto muito de ti.

Beijo alegre

Silvina disse...

Que nunca deixem de se amar!
P.S.- adoro a foto em que estão os dois carecas, essa que esta ai na barra direita do blog. é linda e inspiradora!
Um beijinho*

Ana Paula disse...

querida como eu costumo dizer essas pessoas são "bejosas". Não ligue vive o teu amor com muita intensidade beijocas