Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A sensualidade depende da autoestima

Anos a usar sutiãs especiais... por causa dos pós-operatórios; para que a prótese não suba; para que a prótese não desça; porque as mamas estão, provisoriamente, muito diferentes... Anos à espera de voltar a sentir o gostinho de uma imagem agradável no espelho, e a sensação de causar sensação... Anos! E já sem acreditar no regresso aos tempos em que a autoestima fazia disparar a vontade de seduzir, e em que até o brilho do olhar transbordava sensualidade...

19 comentários:

Lina Querubim disse...

Beijinho Guida :)

Teresa disse...

Comecei agora esse calvário e, em apenas dois meses, já desespero...
Beijos,
TP

Guida Palhota disse...

Beijinho, Lina :)

Guida Palhota disse...

Teresa,

Desejo-te sorte melhor do que a minha! :)

Maria disse...

Tal e qual... a falta desse bocadinho de mim faz-me tanta falta...
Fui à consulta de c. p. na Prelada e estou em lista de espera... diz o médico que talvez dentro de 6 meses seja chamada. Portanto lá terei que usar de imaginação e paciência para ir levando a vidinha.
Obrigado pelo blog e pelo apoio que me tem dado, Guida.
Beuj.o
Conceição

Helena Santos disse...

Os espelhos nao sao bons amigos... Todos os dias somos obrigadas a ver o que nos falta. Marquei hoje para 17 de Dezembro a primeira consulta para o cirurgiao plastico para planear a reconstruçao. Estou ansiosa ,claro. Gosto de passar por este blog.Sinto que nao estou so´ nesta caminhada... Um abraço a todas.

Ana Camões disse...

Guida, tens de continuar a ACREDITAR!!! Ainda hoje no IPO a senhora que estava na sala de espera comigo, fez a mastectomia ha 5 anos... e o ano passado o medico disse que ela era mt nova e sugeriu que fizesse reconstrução... olha já fez e diz que esta a correr tudo mt bem!!! Tem Fé amiga!!! Não percas a esperança!!!
Eu imagino que seja doloroso, se eu, eu tenho momentos em que me detesto ver ao espelho, imagino que a tu te sintas bem pior... mas tens de ACREDITAR que vais voltar a ser como antes... e tens um MARIDÃO!!! Beijinhos amiga!!!

Paula Soares disse...

Boa Noite Guida,

Posso tratá-la por Guida? Sou a Paula tenho 42 anos, um menino "o ar que eu respiro" de 2 anos, um marido que amo de paixão, uma família e um cruel cancro de mama. Quero felicitá-la ao mesmo tempo que agradeço pelo seu blog, foi nele, e no de outras mulheres que também estão em luta com esta cruel doença, que consegui calar a ansiedade quando descobri que tinha de me defrontar com o desconhecido. Foi também no seu testemunho que encontrei força e coragem para debater o inimigo e inspiração para também começar a escrever um blog Doce Aroma Primaveril. O seu blog é lindo, pelos conteúdos, pela forma como exprime os seus sentimentos e pela sensibilidade gráfica. Deixa transparecer a pessoa maravilhosa e verdadeira que a Guida é, com certeza! Mais uma vez muito obrigada pela partilha tão sensível de tão cruel doença.
Um beijinho também sincero de força e coragem para levar até um final bem Feliz a sua luta.
Paula Soares

Ana Paula disse...

Guida minha querida eu estou bem pior. Sinto-me incompleta que falta uma parte de mim.Tu sabes bem disso, sabes que reagi muito mal. Está a fazer um ano que te pedi ajuda! Tu deste-me muita força. Por isso onde está essa mulher que tanto apoio me deu? Vamos lá cabeça para cima e lutar encarar a vida que foi aquilo que tu me pediste para eu fazer. Beijocas amiga

ClaudiaV disse...

Beijokas!!!!

Beto Jaques disse...

Parabéns a coragem e a sensibilidade deste blog, achei este blog através de um outro blog e fique muito entusiasmado, não só com a maneira como esta projectado, como também pela sensibilidade dos assuntos tratados, mais uma vez,os meus parabéns!!www.comoseperdepeso.blogaspot.com

Guida Palhota disse...

Olá, Conceição!

Eu nunca tive falta efetiva da minha mama de sempre, embora ma tenham levado. Isto porque fiz reconstrução imediata. Mas tem-me corrido tudo tão mal, que já vou fazer 4 anos sobre a mastectomia daqui a pouco mais de um mês e ainda ando perdida de mim própria, depois de 6 cirurgias e à espera da sétima.
Com toda a sinceridade, vivo num corpo do qual precisava urgentemente de me livrar...
Felizmente que os nossos casos são todos diferentes e eu posso dar-lhe esperança de que tudo corra bem consigo e volte a sentir-se completa e bem.

Beijinho grande

Guida Palhota disse...

Helena Santos,

Passe sempre que lhe apetecer. Eu respondo sempre, embora possa demorar, pois os quatro filhotes precisam de atenção e o maridão também...

Apetece-me contar-lhe um segredo, que vai já deixar de o ser: ultimamente, tem-me custado horrores despir-me para tomar banho... De tal modo que chego a saltar alguns dias! Já detesto sentir a minha barriga inchada e a minha mama provisoriamente (espero!) enorme, pesada e descaída, quanto mais ver tudo isso e ainda mais as enormes cicatrizes...

Mas a vida não me deixa brincar em serviço e cá vou andando, embora refugiando-me a dormir, sempre que posso, pois é a única maneira de não pensar nem sentir...

Desejo-lhe toda a sorte para o dia 17 e para os seguintes. Pergunte tudo o que lhe vier à cabeça. Tente saber o maior número de pormenores daquilo que lhe vai acontecer. A minha experiência diz-me que os médicos falam muito pouco se nós não os "obrigarmos".

Beijinho grande
E dê notícias
*___*

Guida Palhota disse...

Aninhas,

Confesso que tenho andado bastante descrente! Eu, que era tão otimista, vi a minha vida (a MINHA, como pessoa individual) ir-se destruindo, destruindo... É já tempo de mais. Sinto-me massacrada.
Mas não deixo de dar ouvidos a pessoas otimistas e queridas como tu, o que quer dizer que ainda quero... e vou submeter-me ao que for necessário.

É muito bom ter-te como amiga.

Um beijão

Guida Palhota disse...

Olá, Paula Soares!

Obrigada pela visita e pelo seu testemunho.
Gostava que soubesse que muitos dos meus textos revelam uma experiência menos boa relativamente à reconstrução, mas a maior parte das mulheres que conheço e que a fizeram não tiveram os mesmos problemas que eu, que tive algum azar (ou alguma falta de sorte).
Quero que se anime, Paula, e que se concentre em escolher para si exatamente aquilo que quer. Para isso, tente manter-se informada, como quem faz uma investigação para um trabalho, sem tristezas impeditivas de uma visão clara.
Conheço um grupo grande de mulheres que estão bem, depois de tudo resolvido. Três delas foram mães depois disso, o que torna verdadeiramente maravilhosa a vitória, no fim de todas as batalhas.
Apareça por aqui sempre que quiser e escreva completamente à sua vontade.

Deixo-lhe um beijo,
carregado de esperança
e de energia positiva

*___*

Guida Palhota disse...

Ana Paula,

Que saudades tenho de ti!
Tenho andado demasiado concentrada em mim, mas quero redimir-me rapidamente.
Não posso saber quem está pior, pois nunca estive como tu, mas isso nem interessa. O importante é conseguirmos voltar a sentir-nos bem o mais rapidamente possível.
Tu és uma menina corajosa e alegre e isso é muito mais de meio caminho andado. Vai correr tudo lindamente e tu vais adorar reconhecer o teu corpo.

Um beijinho carinhoso

Guida Palhota disse...

Beijocas, Claudinha

Como vai isso por aí?

*___*

Guida Palhota disse...

Beto Jaques,

Obrigada pela sua simpatia.
Venha sempre que lhe apetecer.

*___*

Maria disse...

Obrigado, Guida.
Beij.o
Conceição