Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

sexta-feira, 26 de março de 2010

A Nova Lingerie das Mastectomizadas com Reconstrução




















Imediatamente após uma mastectomia realizada em simultâneo com uma cirurgia reconstrutiva (ou com o início da reconstrução), é necessário usar um sutiã especial, de alças largas e quase até ao pescoço, para evitar que a prótese se desloque, subindo e obrigando a paciente a uma nova cirurgia. Compra-se em lojas especializadas (uma delas está referida na barra lateral deste blogue) e há de tudo, desde os que parece que eram das nossas avós até aos que se assemelham a tops de desporto. É-se atendida de forma personalizada e cuidadosa e escolhe-se em função da estética e do conforto. Convém ter, pelo menos, dois, mas não os comprar no mesmo dia, no sentido de haver algum tempo para se saber se será preferível um diferente ou se outro igual será a melhor opção.
Se for Verão, as cavas e as alcinhas ficam condicionadas; se for Inverno, é de prever que, no Verão seguinte, esse tipo de indumentária possa voltar a ser usada.
É de toda a conveniência que, se houver intenção de que o sutiã seja comparticipado pelo serviço de saúde, se obtenha uma requisição do médico. Caso contrário, nada feito. E trata-se de peças caras.
Para a prevenção da subida da prótese, é ainda usada uma faixa (também comparticipada) durante uma ou duas semanas, a qual se aperta, com velcro, por cima do sutiã. Os sutiãs especiais usam-se durante vários meses, que podem ser poucos ou muitos, dependendo dos casos.
O tipo de sutiã a usar e o tempo durante o qual ele precisa de ser o eleito deve ir sendo conversado com o cirurgião, e, assim que se tornar possível escolher um sutiã (sem aros) numa loja normal, é de toda a conveniência ir com calma para uma primeira compra, pois o tamanho e a copa dos novos sutiãs podem ser completamente diferentes dos antigos. Convém, portanto, estar-se preparado para uma renovação total da gaveta dos sutiãs. O que, convenhamos, poderá ser um incentivo ao investimento em lingerie bonita, arrebatadora... (uma prenda, depois do abalo).



Por esta altura, atenção ao conforto e ao material de qualquer peça adquirida, pois é conveniente aliar a beleza ao bem-estar, pois sem bem-estar nada vai parecer belo.
Há, contudo, sutiãs de alças finas muito confortáveis. O tamanho da lingerie pode, portanto, ser reduzido substancialmente, se isso for o que mais agradar.

Sem comentários: