Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

sexta-feira, 19 de março de 2010

O Cancro Alimenta-se de Açúcar


O metabolismo dos tumores malignos depende muito do consumo de glucose (a glucose é a forma do açúcar digerido no organismo).

Sempre que ingerimos alimentos confeccionados com açúcar ou farinha refinada (alimentos com alto "índice glicémico"), o nosso organismo liberta imediatamente uma dose de insulina para permitir a entrada da glucose nas células. E a acompanhar a segregação de insulina aparece uma molécula denominada IGF cuja função é estimular o desenvolvimento das células.

Ou seja, o açúcar e as farinhas brancas alimentam os tecidos e fazem-nos crescer mais depressa.

E há ainda, na insulina e na IGF, outro efeito comum: estimulam os processos inflamatórios, os quais estão também na base do desenvolvimento das células e são verdadeiros fertilizantes para os tumores.

Por isto, será de equacionar a hipótese de seguir um novo regime alimentar, isento de açúcar processado e de farinhas refinadas (e também de arroz branco).

Para quem não conseguir passar sem o açúcar, aconselham-se extractos de açúcares naturais, como o néctar de agave, a glicínia, o chocolate preto.

Para substituir as farinhas refinadas, deverão ser escolhidas farinhas que misturem cereais integrais.

E em vez do arroz branco, opte-se por arroz integral ou por arroz basmati.

Já agora, batatas também em pouca quantidade. Venham legumes e leguminosas - muitas ervilhas, feijões e lentilhas, por exemplo, de muito baixo valor glicémico e com fitoquímicos altamente poderosos para combater o desenvolvimento das células malignas.

FONTE: Anticancro, de David Servan-Schreiber

4 comentários:

JLNA disse...

Gostei de te ver realçar o testemunho do david Servan no livro em que expoem a sua biografia e relata o que experenciou numa tentativa c0nstrutiva de conjugar o pouco/muito que o método experimental das ciencias naturais dá á humanidade no levantar pistas para investigação mais célere, que tarda sempre!
Neste chinfrim em que se publicam centenas se não milhares de livros novos/ano aqui na nossa paróquia, é confrangedor a pouca publicidade dada a estas que servem para a nossa alimentação pois pelo menos partem de pressupostos de e de uma prudente e questionável evidência sem a atávica tendência para a verdade( mãe de todas as guerras)
Tavez por isso acho que devamos continuar a lutar pelo Belo.Pelos dois motivos estás de parabens!

Guida Palhota disse...

Ora ainda bem que gostaste, JLNA. O livro do David, que me sugeriste há tantos meses, foi muito importante para mim por vários motivos, entre os quais a consciencialização de vários erros da alimentação ocidental.
Hoje lembrei-me dele e penso que me há-de servir, por aqui, mais vezes.

Obrigada pela visita. Vai aparecendo e contribuindo.

alfa disse...

Guida,passei por aqui um bocadinho e li os teus dois últimos posts e conforme lia, sorria em sentir como dominas cada vez mais o teu corpo e a tua cabeça numa luta cada vez mais desigual em que a doença perde todos os dias, apesar da pouca atenção dos srs.doutores. Abençoada psicóloga, profissão que admiro e que um dia gostaria de ter alcançado...e também as medicinas alternativas que deviam estar ao lado da medicina tradicional e que os lobbies não deixam, sendo cada um de nós a padecer e a sofrer em dobro...enfim. Ninguém nos ensina a ter melhores hábitos alimentares, temos que ser nós a pesquisar, porque a informação apesar de existir não chega às escolas por exemplo, às nossas casas, aos nossos médicos de família, enfim...
Resumindo, fico extremamente feliz de te ver (sem nunca te ter visto)com uma enorme energia positiva que salta das tuas palavras e faz com que chames as coisas pelos nomes, isso é um óptimo sinal. A batalha está vencida.A vida é tua, a vida é nossa e é para ser vivida minuto a minuto. VIVA A VIDA E VIVA A INSPIRAÇÃO. Muitos beijos.

PS:(podiam ter inventado outra sigla para post script,ultimamente tenho cada vez mais dificuldade em utilizar esta - PS, se conheceres outra diz-me) recebeste o meu mail, com o desafio? bjs

Guida Palhota disse...

Alfa:
Obrigada por tantas palavras positivas. Nem tudo é tão fácil como te parece, mas é verdade que me esforço por caminhar em frente, ainda que, por vezes, sejam dois passos em frente e um atrás (ou nem tanto).

Sabes que a nós ninguém ensina efectivamente nada, se nós não nos dispusermos a aprender, desde os nossos pais aos nossos amigos, aos nossos professores...

Convém treinarmos os nossos filhos para essa realidade, tentando que eles não sofram por ignorarem conhecimentos que a nós fizeram falta.

Todavia, tens razão quando insinuas que a escola devia transmitir muitos conhecimentos que nem tem contemplados. Escola onde se perde tanto tempo com burocracias perfeitamente desnecessárias e projectos só para inglês ver!!!...

beijos

Post Scriptum (Podemos não abreviar!): Vou ao outro caminho encontrar-me contigo.