Dedico e dirijo este blogue a todos aqueles que tiverem passado (ou estiverem a passar) por histórias de cancros, quer como protagonistas, quer no papel de acompanhantes na luta contra a doença, mas espero por cá encontrar qualquer contributo que qualquer um considere válido.
A intenção principal é trocar experiências de forma direta e sincera, sem necessidade de qualquer apoio no escudo da força constante e do pensamento sempre positivo, que tantas vezes não estão presentes, mas parece haver uma imposição social para que assim seja...
Sejam bem-vindos! E divulguem este blogue!

Por aqui, discorre-se sobre:

... Acompanhamento Psicológico Ajudar quem Ajuda Alertas Alimentação Alopécia Antes e Depois Aquisições autoestima Brincadeira Cancro da Mama nos Homens Cansaço Chamar os bois pelos nomes Cirurgias Cirurgias de Amigas Codependência Coisificação nas Doenças Prolongadas Complicações Pós-operatórias Consultas Conviver Cumplicidade Dar / Receber a Notícia Desafios Desânimo Desejos Desespero Despedida Diagnóstico Dicas Dieta Distinções Efeitos Secundários de Medicação Emagrecer Encontros de Amigas Esclarecimento Esperança Estilo de Vida Estímulos Exteriores Exames Pré-operatórios Exemplos Famosos Com Cancro Feminilidade Filosofia de Vida Pós Doença Fisioterapia Fracassos Gang da Mama histerectomia Histórias de Luta Hormonoterapia Hospitalizações Humor Implicações Psicológicas Incongruências Informação Lingerie Correta Lingerie Pós-Operatória Medos Meios Complementares de Diagnóstico Meios de Diagnóstico Menopausa Depois do Cancro da Mama Modos de ser Mudanças na Vida Natal Nova Normalidade Novas Amizades Novidades O Cancro em Pormenores O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças O Cancro Não é Só uma Doença; é um conjunto de doenças; efeitos secundários da medicação Ocupação em Tempo de Baixa Os cancros dos amigos e familiares Palavras Alheias a Propósito do Propósito Parabéns Partilhar a Doença Perdas Pós-cirurgia Pós-operatórios Prazer em encontrar quem nos entende Prazeres Prevenção Prevenção de Recidivas Processo de Recuperação Projetos de Sensibilização Quimioterapia Radioterapia Rastreio do Cancro da Mama Reações Alheias Reações Pessoais Reconstrução Mamária Regresso à normalidade Regresso ao Trabalho Sentimentos negativos Sexualidade Sinais Sintomas Solidão Tamoxifeno Terapias Toque Tram Flap Tratamentos Verdade Verdadinha Vitórias Vontade de ter poder sobre a doença

riscos marcantes

riscos marcantes

NOTE BEM

No dia 11.1.11, este blogue passou a ser escrito à luz do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Decisão tomada: Histerectomia Total

A histeroscopia aconteceu com uma perna às costas! Bem, não foi literalmente assim, mas as mãos estiveram atrás da nuca, como quem está na cadeira da piscina a tomar sol... E o meu querido endométrio, para além do que referi noutro post, voltava a ter um pólipo, como no ano passado. E as hormonas andam por aqui aos saltos, pois é, danadas para a brincadeira!
De maneira que já assinei a autorização para me retirarem as entranhas femininas (histerectomia). Espero depois não virar uma macaca peluda e com voz grossa. LOL E já marquei os exames pré-operatórios, os quais começam na próxima segunda-feira, dia 24.
Dentro de um a dois meses, no máximo, terei tudo fora de mim, e mais gozo não darei ao estuporado Tamoxifeno, que deixará de ter onde fazer das suas malandragens. O médico diz que tenho de continuar a tomá-lo, pois é um preventor de uma recidiva na mama, mas ficarei livre dos seus efeitos secundários.
Serviço de recauchutagem de pneus é que não têm, pelo que me vejo obrigada a ser mesmo eu a guardá-los. Bolas! Que deceção (até dói escrever algumas palavras...)!
Lá volto eu ao bloco operatório! Cá para mim, alguém fez um contrato de arrendamento, falsificando a minha assinatura, para utilização, no mínimo, uma vez por ano. Mas tanto melhor, pois tudo o que for para cortar as hipóteses de um novo cancro pode contar comigo. Vá de retro o cancro inimigo!!!
Enfim! É vida isto, e enquanto for vida... estamos a aprender... andamos por cá!

Consequências da histerectomia: entrada imediata na menopausa, ou seja, afrontamentos, suores frios, impaciências, depressão (ah, esta talvez não, porque já tive a minha conta!), and so on.

10 comentários:

Gatapininha disse...

Isso dos efeitos é relativo, eu não tenho nenhum desses. Só alterou a minha vida sexual,agora tenho que usar quase sempre lubrificante.
jokas

Nela disse...

Guida, é menos uma preocupação que tu tens.
Os afrontamentos e todos esses efeitos de que falas, também os tenho a tomar o Aromasin e a levar as injecções de Zoladex. E continuo cá com as miudezas...
É melhor assim! Fora, que não faz falta!
Bjs

Guida Palhota disse...

Têm razão, meninas. Só deve cá estar o que está cá bem. E os efeitos que vierem também se resolvem, ou não sejamos nós já experientes em soluções!...

Beijinhos

Natália disse...

Eiiiiiiii Guida

Fiquei zangada!

Por acaso eu sou alguma macaca peluda?
E por acaso tenho a voz grossa?

E já não tenho as entranhas á 7 anos...ora esta agora!
Uma pessoa lê cada coisa LOL.

Beijokas e tudo a correr bem...isto não custa nada.

maguie disse...

pois eu tb não sou macaca peluda e nem tenho a voz grossa heheheeh,como diz a sandra os efeitos são relativos eu tenho afrontamentos de vez em quando mas nada que não consiga aguentar...
vai correr tudo bem
jokas
..

Guida Palhota disse...

Ei, miudagem, vamos lá ver bem as coisas:

Maguie Barreira,

No último almoço não faltavam pêlos a V. Exa, e bem bonita que estavas! Toma! Escusavas de ouvir! LOL

Natália Fera,

Sempre pensei que as feras eram peludonas...

E 'macacas' não sois ambas, é? Sempre na galhofa, na verdadeira macacada... Ah, pois é! E agora, em que ficamos?

Eu até sei: ficamos no contágio, e não tarda nada que eu seja uma macaca peluda como vocês! Essa é que é essa! ;-)

Beijinhos, miudinhas... Eheh!

IsaLenca disse...

Com essa força toda o bicho de certeza que vai estoirar de vez!

Sobre o post anterior acho que tenho de ler o livro- nunca senti pena de vocês (acho um sentimento mesquinho e nojento) mas sinto uma afinidade incrível e nem sei explicar bem o que a vossa influência fez na minha pessoa: abrir os olhos para as coisas bonitas da vida, poder rir por coisas simples, gostar de estar simplesmente com todas, rir, chorar e tentar ser tão forte como todas são.Está entranhado e de que maneira! Nem eu sei explicar. Aprendi a olhar de outra forma para as pessoas com cancro (foi preciso perder 3 entes muito queridos)e as que conheço neste momento todos os dias me ensinam algo. Se eu lhes(vos) ajudo de alguma forma é mesmo de maneira desinteressada e sobretudo com muita Amizade.
Bjs

O Baú do Xekim disse...

Olá.

Um lindo e saudável fim de semana.

Abraços.

Lina Querubim disse...

É uma coisa á qual muitas de nós estamos sujeitas é chato mas o importante é viver!
Beijinhos e vai ficar tudo bem!

Guida Palhota disse...

Obrigada, malta.

Beijinhos e bom domingo